cao-enjaulado

Essa é a notícia vinculada na data de ontem no jornal The Guardian. De acordo com o site, o Tribunal Espanhol condenou a dona de um abrigo animal da Espanha, Carmen Marín Aguilar, a três anos e nove meses de cadeia em razão de matar centenas de cães e gatos saudáveis com uma injeção que causava “morte lenta e prolongada agonia”.

Além disso, o Tribunal sentenciou Carmen a pagar uma multa de 19.800 euros em razão da crueldade com os animais da realização de falsificação de documentos.

De acordo com as informações, Carmen aplicava as injeções nos animais diretamente no músculo sem quaisquer tipos de sedativos, além de as doses aplicadas serem muito menores no que as recomendadas, tudo com o intuito de economizar dinheiro, o que causava aos animais uma morte lenta e dolorosa.

A dona do abrigo matou cerca de 2.183 animais entre janeiro de 2009 e outubro de 2010 nas condições descritas.

Carmen nega a realização dos atos a que foi acusada sob a prerrogativa de que jamais faria tal mal aos animais que tanto ama.

nay

Autora: Nayana Virginia Eccel Haeberle

Assistente Jurídica